18 fevereiro 2011

ESTILO GÓTICO

Eu sempre achei lindo e admirei esse estilo, pois é puro, cheio de conceito e atitude, e assim como clubbers(que eu ainda vou falar aqui no blog), trazem consigo HISTÓRIA, MODA, MUSICA, ARQUITETURA e muito mais.

Diferente do que muitos pensam, gótico não é um estereótipo apenas, e existem vários "tipos":

Tradicional Goth/Darkwaver:

O estilo mais comum e mais difundido. Veio da década de 80, com fortes traços do visual punk. Eles costumam gostar de bandas mais tradicionais da cena, como BauhausSisters of Mercy, Clan of Xymox antigo. Seria, dentro do contexto darkwave, a ala “old school”.  Visualmente remetem ao visual post-punk, com o uso de muito preto, maquiagem e penteados espetados, influenciados por toda a leva de bandas dos anos 80. Costumam também mesclar roupas de sadomasoquismo, roupas antigas (como sobretudos, capas e vestidos longos), coturnos, roupas de couro (como jaquetas) e jóias prateadas.
Deathrocker:
O deathrock é a parte da música darkwave mais ligada ao punk. Por conta disso seus fãs mais ardorosos tendem a parecer punks, mas com uma roupagem mais sombria e sinistra.
Grandes nomes do estilo, com Christian DeathSpecimenAlien Sex Fiend são sempre ícones para esse tipo de fã. Bandas novas, como Bloody Dead and Sexy e Tragic Black  mostram que o estilo ainda vive e possui energia.

Rivethead:

Seu estilo visual se pauta em roupas com aspecto mais futurista, como sobretudos no estilo do filme Matrix e adereços militares/metalizados. Seus penteados tendem a refletir um estilo mais direto, reto, sem muitos detalhes. Dentro do seu visual adota vestimentas como uniformes, luvas, máscaras industriais etc.

Cybergoth(eu adorei isso e vou falar muito mais ainda):
O cybergótico nasce dentro de uma cena eletrônica. Suas roupas são bem diferentes das roupas do gótico tradicional, com cores fluorescentes, néon, misturados com alguma coisa escura. Seu vestiário usa e abusa de temáticas futuristas, pegando idéias até mesmo dos filmes de ficção cientifica.

Kinder Goth ou Baby Goth:

São pessoas, em geral adolescentes, que estão descobrindo a cena. Muitas vezes discriminados pela pressão dos pais e dos colegas, acabam muitas vezes sendo chamados de paga-paus e coisas do tipo. Muitos góticos passam por esse estágio antes de entrarem de cabeça na cena. Em geral começam conhecendo uma banda ou outra e bandas que vendem como se fossem góticas. Em alguns casos começam também a curtir alguma coisa da cena electro, o que tende a gerar tipos ainda mais mistos futuramente.
As suas roupas tendem a mostrar um estilo mais voltado ao metal, que é menos extravagante e chamativo. Muitos góticos costumam se referir a essas pessoas como “wannabes”, pela sua postura e por acharem a si mesmos de góticos, mesmo sem pertencer a cena, de fato.
Evidentemente que existem outros tipos, como o Vampire Goth (que é uma versão do Victorian ligado ao tema do vampirismo), o Goth Corp (que são pessoas que usam um ou outro detalhe da moda gótica mesclada a roupas sociais), o Geek Goth (que é aquele mais voltado a temas literários e filosóficos), entre muitos outros.

DAS FOTOS PRO DIA-A-DIA
Dia-a-dia/Trabalho


Olhos: uma sombra iluminadora em tom de pérola (para levantar o olhar) e um traço fino de delineador preto na pálpebra superior, que pode ser levemente puxado na lateral. Embaixo, usando uma sombra ou lápis preto bem esfumaçado, você consegue um efeito delicado, cheio de classe e ainda assim muito expressivo. Capriche no rímel.


Pele: não tente clarear a pele, o efeito geralmente será um desastre. Invista no kit corretivo+base+pó no tom correto. Como a preparação da pele tende a nos deixar com aparência um tanto doente, vale a pena umas pinceladas de blush também, mas discretamente.

Lábios: Por mais que os vermelhos foscos como os da foto estejam em alta e sejam o ícone da sensualidade madura, não são todos os ambientes que o permitem. Você sempre pode buscar também os tons de rosa escuros (principalmente para as peles morenas), vinho e marrons. Se for pelos vermelhos, esqueça os extravagante e sanguíneos; invista nos tons fechados e escuros. E não use batom vermelho e gloss juntos. Ou um, ou outro.

Eventos

Pele: Para clarear a pele, passe uma base no tom da sua pele e outra um tom mais claro; aplique então uma camada de pó um tom mais clara que a sua pele. Se quiser, aplique o blush antes do pó, o que dá um aspecto mais suave, mas não é obrigatório. E não esqueça de suavizar as extremidades: queixo, orelhas e raiz do cabelo.


Olhos: olhos completamente pretos não caem bem em todo mundo e são um clichê tenebroso. Se você quer delinear os olhos, ótimo. Mas nunca esqueça da sombra iluminadora, que ajuda a levantar o olhar, perto da sobrancelha. Invista em sombras coloridas (roxa, vinho, azul escuro, vermelho, prata), que ajudam a criar um contraste legal com o delineador. Cílios postiços são legais, desde que você saiba aplicá-los corretamente (clique aqui para ver um tutorial excelente). Rímel, muito rímel. Embaixo dos olhos, não esqueça de esfumaçar a sombra ou lápis. Cria um efeito muito mais decente do que um mar de lápis preto escorrendo pela bochecha.


Lábios: repita o lápis de boca é meu amigo! A menos que você tenha os melhores lábios e os melhores batons do mundo, sua maquiagem não vai resistir intacta até as 7hs da manhã. Com calor, suor e bebidinhas, há uma grande chance de que o seu batom acabe ficando uma meleca. A função do lápis de boca é evitar que a cor "vaze", ajudando a manter tudo no lugar. Mas é importante que o lápis seja um tom mais escura ou um tom mais claro que o batom a ser usado. Esqueça, portanto, o batom vermelho sangue com contorno preto. Aliás, or falar em preto, eu particularmente acho que batom preto é uma coisa horrorosa. À exceção de maquiagens importadas, as marcas nacionais que disponibilizam esse tom não são lá grandes coisas, o que resulta em batons de textura ressecada, que ferram com os lábios da gente. Há vários tons de vinho e ameixa que são tão escuros que parecem preto, mas são cremosos e não agridem a pele delicada dos lábios. À noite, os vermelhos e roxos estão completamente liberados.




Essa é uma das minhas músicas góticas preferidas, espero que gostem:
fonte aqui e aqui